ESTUDO DE CASO – LARGO DO TAMARINEIRO

This entry is part 3 of 3 in the series Estudo de Caso

Fala povo, beleza? Quanto tempo hein?

Então…. Vamos analisar e discutir hoje algumas sugestões para resolver um pepino extremamente inconveniente chamado LARGO DO TAMARINEIRO.

Quem mora na região sabe: TRAVA TUDO. EM QUALQUER DIA. EM QUALQUER HORÁRIO. Para quem não conhece, trata-se de uma rotatória entre os bairros de Caixa D’Água, IAPI, Pau Miúdo e Cidade Nova. Possui 4 saídas e duas sinaleiras. Para visualizar melhor, vejam a foto abaixo:


ANÁLISE DO TRÂNSITO:

Na minha leiga opinião, dá pra enumerar o sentido do fluxo e entender “marromenos” por que essa região trava completamente.

– FLUXO MAIS PESADO INDO E VINDO DA BAIXA DE QUINTAS:

Quem mora na região sabe que, boa parte, se não a maior parte do tráfego da região vai e vem sentido 7 Portas através da Ladeira Quinta dos Lázaros que termina na Baixa de Quintas, principalmente de ônibus.

Olhando na foto acima, dá pra enxergar que o largo não é exatamente centralizado, e as pistas ao redor da rotatória não são bem espaçadas, criando alguns funis, como por exemplo:

– Quem vem de “cima” (IAPI/PERO VAZ), tem um funil, assim que chega no largo e precisa fazer um retorno para descer a ladeira, como mostra essa foto:


– Reparem nesse funil logo no início da Rotatória, pela diferença de espaço entre a saída do IAPI e o Largo.


– Reparem também que existe uma SINALEIRA na ESQUINA da ladeira para Baixa de Quintas. Na verdade há um cruzamento de sinaleiras ali, uma na saída do Pau Miúdo, outra para saída da Caixa D’Água e outra pra quem subiu a ladeira.


– Essa pista é de quem vem da Caixa D’Água sentido Pau Miúdo (lá ele). Ela é mais “espaçosa”, porquê o largo não é centralizado. Só que como o fluxo não é ordenado, os carros se embolam em até 4 faixas, bloqueando quem quer apenas fazer o retorno (a esquerda). Essa foto é um exemplo disso. Considere que não está engarrafado ai.

SUGESTÃO – CORTAR A ROTATÓRIA

E se… Essa rotatória fosse removida? Existe um espaço no meio que poderia ser melhor aproveitado, no meu ponto-leigo-acha-que-sabe-alguma-coisa de vista, para:

– Trazer o cruzamento mais pro meio, dando espaço para criar uma faixa de “DIREITA LIVRE”, nos sentidos: Pau Miúdo / IAPI e IAPI / Caixa D’água, dando preferência a quem não vai cruzar as pistas;

– Criar uma faixa quase RETA com sinaleira na saída do IAPI, sentido Baixa de Quintas;

– Criar uma sinaleira na saída da Caixa D’Água para quem vai entrar à esquerda (sentido IAPI);

Mais ou menos assim:


PRÓS:

O sentido de maior fluxo (IAPI x Baixa de Quintas), ficaria com espaço de sobra para transitar sem nenhum funil.

– Transeuntes poderiam atravessar nas faixas devido a sinaleiras novas do IAPI e da Caixa D’água

CONTRAS:


– Quem sai da Caixa D’Água perde um retorno (no largo), apenas podendo seguir reto sentido Pau Miúdo – lá ele – ou sentido Cidade Nova/Bx.Quintas – à direita, ou a esquerda sentido IAPI.

– Criação/transferência de mais duas sinaleiras, pra um jogo de 4 sinaleiras sincronizadas entre si. O que dá um trabalho ai pra montar e executar.

– O comércio local poderia ser afetado caso tentassem organizar o trânsito para o cruzamento.

Por hoje é só pessoal. E ai, o que você acha? Isso resolveria o funil do Tamarineiro? Não? Deixe ai sua opinião e comente o que você faria para resolver este problema! Ou ajude a espalhar essa idéia junto aos órgãos públicos!

Abraço e até a próxima!

TÓPICO NO FÓRUM TED

Series NavigationEstudo de Caso – 12/04/2014
Eduardo Lima

Eduardo Lima

Idealizador do Portal Transporte em Debate-Bahia, meio doido, fanático por Transporte Urbano, e estudante nas horas vagas...

More Posts - Website - Facebook

Eduardo Lima

Eduardo Lima

Idealizador do Portal Transporte em Debate-Bahia, meio doido, fanático por Transporte Urbano, e estudante nas horas vagas...

Um comentário em “ESTUDO DE CASO – LARGO DO TAMARINEIRO

  • 31 de março de 2015 em 10:09
    Permalink

    1 – Inversão do trânsito:
    A – Rua Rodrigo de Menezes passaria a funcionar em Sentido UNICO, no sentido LARGO DO TAMARINEIRO.
    B – O acesso a baixa de quintas e Largo do Dois leoes passaria a ser feito: lg. tamarineiro, rua Saldanha Marinho, Hosp Ana Nery, Via expressa, baixa de quintas.
    C – Mudanca do percusso das linhas oriundas do terminal da Caixa D’Agua: Percusso basico: Ida – Caixa D’água/lg tamarineiro/ R. Marques de Marica/Rua 1 de dezembro/cidade nova x Destino, Volta: baixa de quintas/cidade nova/Rua Rodrigo de Menezes

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *