Licitação das Linhas de ônibus em Salvador

FONTE: Bahia Notícias / Gênesis Freitas/Cecílio Júnior via FaceTED.

FOTO: Andrei Amós/Bahia Notícias

O secretário dos Transportes Urbanos e Infraestrutura de Salvador (Setin), José Mattos, garantiu que ainda abril ou, no mais tardar, até o próximo dia 5 de maio, a prefeitura publica o edital de licitação das linhas de ônibus que fazem o transporte urbano. O martelo foi batido em acordo com o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Salvador (Seteps). Segundo a coluna Tempo Presente do jornal A Tarde, o chefe da pasta, que considera o processo como “marco na história da cidade”, já teria formado a Comissão Especial de Licitação. “Em 50 anos de existência, o sistema sempre funcionou irregularmente. Agora será uma concessão como manda o figurino”, disse Mattos. De acordo com o diário baiano, para a confecção do edital, a administração soteropolitana teve que redimensionar todo o sistema, com a correção de algumas linhas onde há muita demanda e poucos ônibus, e outras que há superposição de linhas. No redimensionamento, a cidade foi dividida em três bacias: uma que contempla o Subúrbio e adjacências; outra entre Itapuã e a orla oceânica; e outra entre o Centro e o Comércio.

E ai? Será que agora vai? De novo?!

Eduardo Lima

Eduardo Lima

Idealizador do Portal Transporte em Debate-Bahia, meio doido, fanático por Transporte Urbano, e estudante nas horas vagas...

More Posts - Website - Facebook

Eduardo Lima

Eduardo Lima

Idealizador do Portal Transporte em Debate-Bahia, meio doido, fanático por Transporte Urbano, e estudante nas horas vagas...

10 comentários em “Licitação das Linhas de ônibus em Salvador

  • 13 de abril de 2012 em 18:27
    Permalink

    “a administração soteropolitana teve que redimensionar todo o sistema, com a correção de algumas linhas onde há muita demanda e poucos ônibus, e outras que há superposição de linhas.”

    É sério que eu li isso? Às linhas que existem hoje foram criadasm em mil novecentos e bolinha e até hoje funcionam do mesmo jeito, com super lotações e linhas com enorme demanda e poucas opções de “escape” dessas linhas, o que mudou?

    Quanto a licitação, essa história tá ficando igual a do Metrô, muito se fala e pouco ou nada se faz. Então eu só acredito vendo.

    Resposta
  • Eduardo Lima
    14 de abril de 2012 em 10:04
    Permalink

    Eu acho que ele se refere às mudanças que ESTÃO PRA SER FEITAS com o Edital de Licitação.

    “De acordo com o diário baiano, para a confecção do edital, a administração soteropolitana teve que redimensionar todo o sistema, com a correção de algumas linhas onde há muita demanda e poucos ônibus, e outras que há superposição de linhas. No redimensionamento, a cidade foi dividida em três bacias”

    Se a cidade não foi dividida ainda, eles devem se referir ao que está incluso no Edital.

    Resposta
    • 14 de abril de 2012 em 22:01
      Permalink

      Boa noite amigos!

      sim,a cidade nao foi dividida em 4 regioes A,B,C,D daquela vez ?sera que baseado nisso nao poderia se analizar caso a caso estas regioes e so ai licitar isso ta me cheirando a tramoia eleitoral me corrigam se eu estiver errado por gentileza

      Resposta
      • 14 de abril de 2012 em 22:48
        Permalink

        Realmente deveria ser baseado nas divisões por região,seria mais facil para a realização da licitação; mas o que preocupa é se for um mal para a cidade teremos de pagar por isso ate quando? E sem falar na divisão que foi realizada, tres bacias , mas como tratar dos problemas do suburbio de igual forma com cajazeiras? E o miolo da cidade, esta licitação precisa ser bem acompanhada por quem relamente percisa do transporte publico e o quer com boa qualidade.

        Resposta
    • 27 de abril de 2012 em 1:54
      Permalink

      Bom saber, mas a verdadeira população vai está lá? Por que lideres comunitários na maior parte se vendem ao que é dito, quem poderia está presente seria estudantes e quem utiliza o transporte todos os dias e sabe como, e quais são as deficiências.

      Resposta
  • 2 de maio de 2012 em 12:45
    Permalink

    o bairro guarany precisa de mais uma nova linha de transporte coletivo duque de caxias /bairro guarany rio vermelho via nazare-liberdade que não tém no bairro essa linha de transporte porque muitos passageiros pegam dois onibus para conduzir ao rio vermelho.

    Resposta
  • 20 de maio de 2012 em 21:44
    Permalink

    Essa Estóriaa, não história, é contada a muito tempo, mas é verdade que há pressão do MPBA para essa realização. Ocorre que as empresas criarão novas empresas, limpas de dívidas, e farão a oferta do serviço, e depois usarão as empresas devedoras (quase todas) para a prestação do serviço que hoje dizem prestar.

    Ou seja, serão as mesmas empresas funcionando da mesma maneira. A não ser que o Edital proiba claramente a terceirização, parceria ou substituição do titular do alvará. Assim as empresas seriam obrigadas a prestar pessoalmente esses serviços.

    Resposta
  • 6 de junho de 2012 em 22:12
    Permalink

    No projeto básico, está disposto que o CD do edital pode ser adquirido na SETIN, e podem concorrer pessoas físicas ou juridicas, porém não foi publicado no Diario Oficial do Município de Salvador.

    Mesmo assim, o site já está recebendo propostas em formato PDF, que devem obedecer aos formulários contidos no referido Edital do CD a ser adquirido no órgão competente.

    Toda a Salvador será licitada, extinguindo a STCO e o STEC definitivamente, formando um unico sistema integrado.

    Conforme projeto básico, orientação do MPBA e a Lei nº 8666, podem concorrer qualquer empresa anteriormente existente a mais de 5 (cinco)anos ou pessoas fisicas que já prestam o serviço de transporte, e não esteja impedidas, portem certidão negativa no INSS, nas fazendas públicas municipais, estaduais e federais, e certidõ positiva dos TRTs e TSTs, além dos demais requisitos legais.

    O propósito da existencia é para evitar formação de novas empresas pelos antigos sócios das empresas inadimplentes.

    Parabens à Prefeitura e à SETIN que acertaram nas exigências.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *