A decadência do Sistema Ferry-Boat Salvador/Itaparica atrapalha a vida de quem reside ou veraneia na Ilha.

Ferry-Boat Ipuaçu
Ferry-Boat Ipuaçu

Não é de hoje que o Sistema Ferry-Boat Salvador/Itaparica se encontra em um estado caótico. São embarcações sem as devidas condições de navegabilidade que quebram constantemente e acabam afastando da ilha centenas de veranistas soterapolitanos. Esse afastamento dos veranistas acaba por prejudicar bastante o comercio, desemprega pais de família e prejudicam o crescimento da ilha. Tudo isso esta implicitamente ligada à decadência do principal sistema de transporte que é a porta de entrada para a ilha, o Ferry-Boat.

 

Dose Dupla Agenor Gordilho
foto: BAHIA TODA HORA

O sistema ferry-boat hoje conta com 8 embarcações batizadas de Agenor Gordilho, Juracy Magalhães, Maria Bethania, Ipuaçu, Rio Paraguaçu, Pinheiro (antigo Vera Cruz), Ivete Sangalo e Anna Nery. Dessas embarcações até o fechamento deste texto somente Maria Bethania e Ivete Sangalo estão em operação.

Isto é em razão da ultima gestão do sistema feita pela TWB, empresa responsável pela compra dos fast-ferry Ivete Sangalo e Anna Nery que sucateou o sistema. As embarcações que já se encontravam no sistema desde as desastrosas administrações anteriores terminaram em se acabar na gestão da TWB que foi marcada por inúmeros incidentes entre Ferry à deriva, carro caindo no mar, ferry indo parar em uma praia de Itaparica dentre outros.

 

Fast-Ferry Ivete Sangalo
foto: ARATUONLINE

Atualmente a AGERBA que tardiamente retirou a TWB da operação do ferry-boat, agora gere de modo bastante precário o sistema até que uma nova empresa seja contratada em regime de urgência. Especula-se que a Internacional Maritima que é responsável pela travessia em estados como o Maranhão seja a empresa que será contratada pela Agerba para operar emergencialmente o sistema.

Enquanto isso quem mora na ilha e trabalha em Salvador ou quem gosta de ir a ilha descansar são obrigados a passar por um imenso perrengue para chegar ao seu destino.Tudo que ocorre no sistema ferry-boat hoje poderia ter sido evitado se o Governo do Estado da Bahia tivesse sido mais firme com a TWB antes de chegarmos a essa situação. O povo de Itaparica não merece isso não.

 

 

  • REFORMA 
foto: SECOM

Estão em reforma emergencial no estaleiro localizado na Base Naval de Aratu as embarcações JURACY MAGUALHÃES, AGENOR GORDILHO e PINHEIRO. As reformas vão desde o casco aos motores e tem como objetivo aumentar a frota navegavel na travessia para este final de ano.

 

pnbsp;

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *