Prefeitura consegue R$ 33 mi para que metrô ‘calça curta’ opere em 2012

This entry is part 13 of 15 in the series Novela - "Salvador e a Copa 2014"

Fonte: Bahia Notícias / Evilásio Júnior

A verba de R$ 33 milhões requerida pela prefeitura de Salvador no Ministério das Cidades para subsidiar o funcionamento da linha 1 do metrô (Acesso Norte-Lapa), de apenas 6 km, será depositada nos cofres municipais nos próximos dias.

A garantia foi dada em Brasília, nesta quinta-feira (15), na sede da pasta comandada pelo ministro Mário Negromonte, que se reuniu com o seu colega de PP no estado, o chefe municipal da Casa Civil, João Leão.

O secretário explicou ao Bahia Notícias que os recursos serão empregados nos testes do transporte sobre trilhos, durante seis meses, e para o comissionamento da operação, prevista para ser iniciada até o fim do primeiro semestre de 2012. “A destinação, inicialmente, seria para os 180 dias de testes, mas a gente vai espichar a verba até dezembro [de 2012] e, no próximo ano [2013], veremos como arrumaremos dinheiro”, ponderou Leão.

A medida seria necessária, pois, como o percurso é muito curto, o Município teria dificuldade em entregar a gestão do metrô à iniciativa privada. O subsídio garantiria também a aplicação de uma tarifa semelhante à cobrada hoje nos ônibus soteropolitanos, de R$ 2,50. Sem a soma, os passageiros teriam que pagar entre R$ 12 e R$ 15, conforme estudos técnicos, o que inviabilizaria o uso. De acordo com Leão, os testes com sacos de areia, em lugar de pessoas, serão iniciados já na próxima semana.

Series NavigationMetrô de Salvador depende de subsídio de R$ 33 milhõesMetrô de Salvador testa viagem pela 1° vez após 12 anos em construção
Eduardo Lima

Eduardo Lima

Idealizador do Portal Transporte em Debate-Bahia, meio doido, fanático por Transporte Urbano, e estudante nas horas vagas...

More Posts - Website - Facebook

Eduardo Lima

Eduardo Lima

Idealizador do Portal Transporte em Debate-Bahia, meio doido, fanático por Transporte Urbano, e estudante nas horas vagas...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *